História
História, 15.08.2019 00:17, flavio3324

1)
analise a citação a seguir:

"o processo iniciado na cidade do porto em 1820 foi resultado de uma espécie de desapontamento quase que generalizado do lusitano diante da situação vexatória com que se viu obrigado a conviver desde as invasões francesas, quando a sede administrativa do reino foi transferida para a américa portuguesa, de onde as ordens passaram a vir, além da crise econômica em que se viu mergulhado. sintetizando os sentimentos vividos pelos portugueses a partir da experiência iniciada em 1820, foi um momento em que se falou de liberdade contra o despotismo e de regeneração contra a decadência. essas seriam as palavras-chave que serviriam parailustrar o movimento vintista, nome pelo qual ficou conhecido o pensamento político iniciado em 1820”.

assinale a alternativa que apresenta o nome pelo qual ficou conhecido o movimento revolucionário que eclodiu na cidade do porto, em portugal, na década de 1820:

alternativas:

a)
revolução colonial do porto.

b)
revolução do proletariado do porto.

c)
revolução mercantilista do porto.

d)
revolução socialista do porto.

e)
revolução liberal do porto.

2)
analise a citação a seguir:

“a questão do regresso ou não de dom joão vi logo se esvaziou. temendo perder o trono caso não regressasse a portugal, o rei decidiu-se afinal pelo retorno. embarcou em abril de 1821, acompanhado de 4 mil portugueses. nos meses seguintes, ocorreram no brasil as eleições para as cortes. quase todos os eleitos eram nascidos no brasil. entre eles, estavam alguns defensores radicais ou ex-radicais da independência, como cipriano barata (bahia), muniz tavares (pernambuco) e antônio carlos ribeiro de andrada (são paulo), que haviam participado da revolução de 1817. também se incluíam nomes como o do padre feijó e nicolau de campos vergueiro, políticos de relevo nos anos seguintes da história do brasil”.
fausto, boris. história do brasil. são paulo: editora da usp, 1994, p. 82.

dom joão vi, em meio ao turbulento contexto envolvendo seu retorno ou não para portugal decide, em abril de 1821, retornar à europa, deixando

alternativas:

a)
o país independente com a proclamação do império atlântico americano, em 1822.

b)
como sucessor seu filho, dom pedro, como príncipe regente.

c)
a administração da colônia portuguesa sob controle da inglaterra.

d)
o brasil sem realizar nenhuma benfeitoria na principal colônia portuguesa na américa.

e)
como legado o decreto que possibilitou o fim da escravidão no brasil, em 1822.

3)
leia a citação a seguir, extraído do artigo "d. joão e as histórias dos brasis", do historiador josé murilo de carvalho:

"minha tese tem sido sempre que sem a vinda da corte não haveria brasil. em outras palavras, que a vinda da corte foi condição necessária, embora não suficiente, da existência do brasil assim como hoje o conhecemos. esse ponto me parece difícil de negar. tenho usado como argumento um pequeno experimento mental que me parece convincente. o exercício consiste em supor a muito plausível opção de d. joão por permanecer em portugal em vez de fugir para a colônia. as consequências dessa hipotética decisão não são difíceis de imaginar. basta verificar o que de fato se deu, logo depois da fuga de d. joão, na espanha e em suas colônias da américa: prisão e exílio dos reis e fragmentação da colônia".
carvalho, josé murilo de. d. joão e as histórias dos brasis. revista brasileira de história, são paulo, v. 28, n. 56, p. 551-572, 2008, p. 553.

com base no texto, avalie as seguintes asserções e a relação proposta entre elas:

i. caso d. joão não tivesse vindo para a colônia, essa não se manteria e, como resultado, não teríamos o país que temos hoje, alguns países que se formariam poderiam até adotar o nome de brasil, mas não seria o brasil da atualidade.

porque

ii. segundo o historiador josé murilo de carvalho, muito provavelmente a colônia de portugal na américa teria seguido o mesmo caminho da colônia espanhola na américa.

a respeito dessas asserções, assinale a opção correta:

alternativas:

a)
as asserções i e ii são proposições verdadeiras e a ii é uma justificativa da i.

b)
as asserções i e ii são proposições verdadeiras, mas a ii não é uma justificativa da i.

c)
a asserção i é uma proposição verdadeira, e a ii é uma proposição falsa.

d)
a asserção i é uma proposição falsa, e a ii é uma proposição verdadeira.

e)
as asserções i e ii são proposições falsas.

answer
Respostas totais: 2
Ver

Other questions on the subject: História

image
História, 14.08.2019 23:53, alice4349
Sobre a revolução pernambucana, responda: a resistência dos pernambucanos é uma comprovação da ambiguidade das políticas adotadas por d. joão no brasil: ora com as características liberais, ora absolutistas ou conservadoras.justifique essa afirmação com base nas realizações da política joanina no brasil.​
Total de respostas: 2
image
História, 15.08.2019 05:37, camila5715
Quais foram as medidas adotadas do eua para enfrentar a crise de 2008?
Total de respostas: 2
image
História, 15.08.2019 04:59, MELIODASdaIRA
Oque era a lei seca americana, na sua opniao ela funcionou ou nao? justifique sua resposta
Total de respostas: 1
image
História, 15.08.2019 04:27, carolinegigi
Qual é a importância do comércio no princípio da roma ?
Total de respostas: 1
Você sabe a resposta correta?
1)
analise a citação a seguir:

"o processo iniciado na cidade do porto em 1820 fo...

Questions in other subjects:

Konu
Sociologia, 17.11.2017 02:50
Konu
Português, 29.11.2017 18:35
Konu
Geografia, 27.11.2017 19:14
Konu
História, 11.03.2018 01:57
Respostas e perguntas no site: 31706460